jump to navigation

Ideia x Produção 3, 05, 2011

Posted by varall in Varal de Manaus.
trackback

Que ter uma boa ideia é importante, ninguém dúvida. Mas, a execução da mesma, ainda fica um pouco de lado quando refletimos sobre a produção e execução de certos trabalhos.  Estava lendo o CHMKT e vi este post  que me levou a refletir um pouco sobre o nosso mercado. Vale a pena ler.

 Quem nunca teve uma ideia fantástica mas aparentemente impossível de executar?

Conversando outro dia com um planejador gringo que trabalha numa dessas agências super inovadoras que vem revolucionando a comunicação mundial, ele me contou o seguinte:

• A equipe de execução e produção da agência tem quase o dobro de pessoas do que as áreas de planejamento ou criação. Segundo ele, se querem dar vida a ideias fantásticas, precisam de pessoas que se dediquem exclusivamente a isso.

• Além dos jobs específicos, parte do tempo do pessoal de produção é para mapear e testar possibilidades, buscar formas inovadoras de execução, desenvolver novas plataformas e mapear parceiros que possam ajudar a colocar ideias em prática. Além disso, há uma busca constante por formas de realizar coisas surreais a um custo mais baixo e com rapidez.

• Para essas áreas de produção, contratam pessoas talentosíssimas e capazes de executar aquilo que parece impossível. E a remuneração pode ser até melhor do que a de um criativo, por exemplo.

• Os produtores são envolvidos no processo durante todo o desenvolvimento da idéia – estratégia, criação, apresentação -, pois trazem uma visão clara da realidade, dos seus limites, de como superá-los, além do que eles chamam de ‘insights de execução’.

• Segundo ele, no fim das contas, a importância da produção no processo de desenvolvimento de uma idéia chega a ser de 70% (dedicação de tempo, energia, pessoas, investimento).

Isso só confirma meu pensamento de que uma das principais diferenças entre as boas agências e as medianas está ligada a essa capacidade de execução. Obviamente, é essencial ter planejadores e criativos talentosos, senão as idéias não aparecem. Mas nada disso adianta se a execução não é tratada como prioridade.

Será que a Bullet foi a primeira agência que pensou em inverter a dinâmica tradicional das promoções colocando um GPS no produto? Ou que a CP+B foi a primeira a pensar em criar comerciais, quase em tempo real, a partir do que as pessoas comentam sobre a marca no Twitter? Provavelmente não. Mas elas executaram primeiro. E aí, não adianta se declarar ‘dono da ideia’. Quem sai na frente é que faz a diferença.

Sei que não é toda agência que pode se dar ao luxo de ter uma mega equipe de produção como no exemplo acima. Mas se você quer realmente fazer coisas extraordinárias, vale a pena não tratar a execução apenas como um pedacinho do processo ou como uma tarefa secundária de outras áreas. Afinal, uma idéia só é boa quando vai pra rua.

via :CHMKT

Comentários»

No comments yet — be the first.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s